ÁREAS DE ATUAÇÃO
Societário
Fusões e Aquisições
Investimentos Estrangeiros
Imobiliário
Soluções de Controvérsias
Família e Sucessões
Compliance no Combate à Lavagem de Dinheiro nos Negócios
Mercado de Capitais
Contratos
Tributário
Financiamentos Estruturados
Antitruste
Telecomunicações
Trabalhista
Notícias
Jucesp aplica medidas de segurança no registro empresarial « Ver Todas

Uso de certificação digital e integração com dados da Secretaria de Segurança Pública devem auxiliar a coibir golpes e falsificações

A Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, inicia nesta sexta-feira, 30 de março, a implantação de um novo projeto para aumentar a segurança do registro empresarial. Entre as novidades, o sistema eletrônico de cadastramento e geração de formulários – Cadastro Web, disponível no site da Junta Comercial (www.jucesp.sp.gov.br), passará a contar com a opção de acesso via certificado digital, garantindo autenticidade e validade jurídica às informações prestadas pelo usuário.

Outra medida será a integração da Jucesp com a base de dados do Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IIRGD), ligado à Secretaria estadual de Segurança Pública. Com o cruzamento de informações, será possível identificar a apresentação de documentos de identidade bloqueados por perda, furto ou roubo, o que facilitará a descoberta de irregularidades, além de colaborar com o trabalho de investigação policial. O início da operação deve ocorrer no próximo dia 17 de abril.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa, todo sistema que visa aumentar a segurança com a certificação digital é fundamental para o bom andamento dos processos da Jucesp. “A integração com os dados da Secretaria de Segurança Pública, além de oferecer maior proteção ao cidadão, coibirá o registro de empresas com documentos e assinaturas falsificadas”, acrescenta.

De acordo com o presidente da Jucesp, José Constantino de Bastos Júnior, o uso das novas tecnologias irá dificultar a prática de golpistas. “A nova medida irá diminuir o número de ocorrências, onde cidadãos reclamam que foram colocados em sociedades empresárias sem ter conhecimento”, afirma.

No ano de 2011, a Jucesp atendeu a mais de 1,2 milhão de solicitações para registro de constituições, alterações e baixas de empresas. No mesmo período, foram protocolados 140 pedidos de suspensão dos efeitos de registros de empresas sob a alegação de fraude. Esse número, ainda que residual diante do total de registros, deve ser reduzido fortemente com as novas medidas.

Certificado digital

A certificação digital será implantada gradualmente no sistema do Cadastro Web, até se tornar exclusiva para a realização de qualquer ato de registro. Em um primeiro momento, será uma opção de acesso ao usuário, que ainda terá à disposição o formulário de validação com login e senha por tempo determinado. A partir de maio, o certificado digital passará a ser obrigatório para a realização de atos relativos a empresas no modelo de sociedade por ações. Após o período de testes, os outros modelos também passarão a exigir a necessidade da certificação. Saiba mais sobre o certificado digital no site www.iti.gov.br

Fonte: http://www.jucesp.fazenda.sp.gov.br, 02.04.12

NOTÍCIAS
19/06/2019
STJ: Hipótese de fraude autoriza indisponibilidade de bens de participantes do ilícito que não const...


18/06/2019
Prefeitura SP: Portões automáticos residenciais não precisam mais de alerta sonoro e luminoso


14/06/2019
TJSP: Tribunal julga extinta execução contra empresa em recuperação


14/06/2019
STJ: Provedor de internet tem obrigação de fornecer IP de usuário que invadiu e-mail


Rua Augusta, 1819 - 24º andar - CEP 01413-000 - Tel: (11) 3372-1300 Fax: (11) 3372-1301 - São Paulo SP / Brasil
Criação de Site: R2Labs
Twitter LinkedIn Facebook Orkut Digg Del.icio.us Facebook Twitter