ÁREAS DE ATUAÇÃO
Societário
Fusões e Aquisições
Investimentos Estrangeiros
Imobiliário
Soluções de Controvérsias
Família e Sucessões
Compliance no Combate à Lavagem de Dinheiro nos Negócios
Mercado de Capitais
Contratos
Tributário
Financiamentos Estruturados
Antitruste
Telecomunicações
Trabalhista
Notícias
TJSP: Moradora deve indenizar porteiro por xingamentos e injúrias raciais « Ver Todas
Decisão da 6ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve decisão da 25ª Vara Cível da capital e condenou a moradora de um condomínio a pagar R$ 15 mil de indenização por danos morais ao porteiro do prédio. O autor contou que a mulher o destratou, ofendeu e injuriou várias vezes, até mesmo na frente de outros condôminos. A ré teria dito que, pelo fato de ser negro e nordestino, deveria morar em uma favela. Moradores testemunharam contra a requerida.
Em seu recurso, a condômina alegava que as ofensas morais não foram comprovadas e que uma das testemunhas não teria presenciado qualquer ato discriminatório.
Para a relatora do recurso, desembargadora Ana Lúcia Romanhole Martucci, as lamentáveis ofensas foram devidamente comprovadas e o valor indenizatório, bem fixado. “Irrelevante a alegação da ré de que houve testemunhas que não presenciaram os fatos, o que é meramente circunstancial, diante do fato de que houve pessoas que presenciaram os xingamentos, inclusive com registro em documento condominial não impugnado.”
Os desembargadores Francisco Loureiro e Eduardo Sá Pinto Sandeville também integraram a turma julgadora e acompanharam o voto da relatora.
http://www.tjsp.jus.br/Institucional/CanaisComunicacao/Noticias/Noticia.aspx?Id=22303
NOTÍCIAS
07/06/2018
TRT-MG: Juiz defere horas extras a professora que ministrava curso a distância por acesso remoto


07/06/2018
STJ: Provedor é obrigado a identificar autor de ato ilícito mesmo antes do Marco Civil da Internet


06/06/2018
STJ: Herdeiro pode pleitear usucapião extraordinária de imóvel objeto de herança


05/06/2018
TRT2: Declaração de pobreza do empregado é suficiente para concessão da justiça gratuita


Rua Augusta, 1819 - 24º andar - CEP 01413-000 - Tel: (11) 3372-1300 Fax: (11) 3372-1301 - São Paulo SP / Brasil
Criação de Site: R2Labs
Twitter LinkedIn Facebook Orkut Digg Del.icio.us Facebook Twitter